Eu sou ou estou na família? | Baby&Me

Eu sou ou estou na família?

Publicado: 02/12/2016

 Já dizia o trecho da abertura da Grande Família: “brigam por qualquer razão, mas acabam pedindo perdão”! Que atire a primeira pedra, quem nunca brigou com ninguém da sua família (meio impossível não)? Afinal, gostando ou não, a vida não é feita somente de momentos bons.


 Você já parou para pensar que quem não tem família, não tem nada? De que adianta morar na casa mais bonita da cidade, ter o carro mais desejado, melhor trabalho, jóias, se você não tem família e se tem, não sabe valorizá-la?


Para ser considerado família, não precisa ser de sangue e muito menos de títulos. Precisa construir um sentimento chamado AMOR! Tem muita gente que não tem pai, não tem mãe, irmãos, mas tem pessoas que estão ao seu lado quando elas mais precisam e até mesmo quando não precisam (mas você sabe que elas estarão lá).


 As vezes um amigo é a sua família, o seu vizinho, o seu colega de trabalho... família é muito mais que um nome e sobrenome; é presença, amor, carinho, ombro amigo, festa, conversa, sorriso, briga, literalmente um furacão de emoções. 


 Por isso, valorize quem está ao seu lado, dê amor aos seus filhos, esteja sempre presente na vida de quem você ama, viva como se todo dia fosse o seu último. Coloque intensidade em tudo o que você faz, se for para abraçar, que seja o abraço mais apertado do mundo; se for para beijar, que seja o beijo mais demorado do mundo; se for para brigar, que pense duas vezes se vale a pena e faça as pazes o quanto antes; se for para rir, que seja a risada mais escandalosa do mundo.  Porque afinal, a gente nunca sabe o roteiro de amanhã.


Voltar